The Eye

 

                     ADICIONANDO FILTROS ÀS SUAS LENTES:

   O mais comum dos filtros adicionados às lentes oftálmicas é a coloração para
   a redução da luminosidade:  os famosos óculos escuros!

   Apesar da grande variedade de cores possíveis, as mais comuns continuam sendo:
   marrom, cinza e verde.  Mais de 95% de todos os óculos escuros comercializados em
   todo o mundo, são dotados de lentes com uma dessas 3 cores  ou com combinação
   delas.

   Não falaremos aqui do tratamento AR que é tema de item nesta página.

   Contudo, há outros filtros a serem considerados, que tem ação específica e que,
   portanto, devem ser empregados em atividades e ocasiões próprias, vejamos alguns
   exemplos:

   VIDEO FILTER:  Lente de coloração azulada que previne contra  os malefícios da
   exposição excessiva aos monitores de computador.  Seu uso é apenas recomendável
   em ambientes fechados tratados com luz artificial, sendo totalmente desaconselhável
   seu uso ao sol.

   NIGHT DRIVE:  Lente de coloração amarela ou âmbar, cuja finalidade é aumentar o
   contraste em ambientes de pouca luminosidade, permitindo ganho na nitidez e na
   precisão da noção de profundidade.  Este tipo de lente não deve ser usado durante
   o dia, pois pode causar danos à estrutura ocular.

   BLUE BLOCKER: Lente de coloração marrom intenso que, como diz o nome em inglês,
   bloqueia o excesso de luz azul.  À medida que envelhecemos as células na retina
   responsáveis pela captação da cor azul passam a ser em maior número, o que o filtro
   faz é permitir que, com a diminuição da luz azul, as células responsáveis pela captura
   das outras cores, equilibrem as ações, devolvendo ao usuário uma visão mais próxima
   ao que tinha próximo dos 7 anos de idade.  O Blue Blocker é indicado para pessoas
   após cirurgia de cataratas e/ou retinopatias  (retinose pigmentar, dicromasia e
   monocromasia, retinopatia diabética ou, ainda, degeneração macular (DMRI))

   OBS.: A monocromasia ao azul tb pode ser atenuada com lente com filtro específico
   de coloração azul ou violeta.

   Caso você se enquadre em alguns dos casos acima, recomendamos que procure o
   seu médico e converse com ele sobre a necessidade ou não de utilizar um desses
   filtros em seus próximos óculos.

   ler mais matérias